Notícia

Sindicato de Apucarana retarda abertura de agências do Banco do Brasil em defesa dos direitos

Sindicato de Apucarana retarda abertura de agências do Banco do Brasil em defesa dos direitos
sexta-feira, 19/02/2021


Dirigentes do Sindicato de Apucarana, Rose Zanin e Agnaldo Gonçalves, na atividade contra a reestruturação do Banco do Brasil em Arapongas

O Sindicato de Apucarana está mobilizando funcionários e funcionárias do Banco do Brasil nesta sexta-feira (19/02) contra o desmonte do banco e a retirada de direitos, previstos no plano reestruturação. Os protestos atingem as agências do BB em Apucarana e em Arapongas.

Damião Rodrigues, presidente do Sindicato de Apucarana, afirma que apesar de a Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) ter conseguido liminar na Justiça impedindo o corte na gratificação de caixa, a luta continua.

“Essa reestruturação mexe muito com a vida profissional e particular dos funcionários, com redução da remuneração, sobrecarga de trabalho e transferências, além de prejudicar a população que reside onde serão fechadas agências. Dada a importância do Banco do Brasil para o País, não podemos aceitar que essas mudanças sejam feitas sem o mínimo de negociação”, ressalta.

Por Armando Duarte Jr.