Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Ativistas históricos serão homenageados no Dia da Luta Operária

No domingo, 9 de julho – Dia da Luta Operária, seis profissionais de várias áreas, ativistas com histórico relacionado à defesa das causas sociais e do movimento dos trabalhadores, receberão o Troféu José Martinez, criado para celebrar a data.

Dois deles estarão presentes, para receber o prêmio em pessoa: a militante Ana Dias e o jornalista Sérgio Gomes. Aos outros quatro será feita homenagem póstuma: o metalúrgico José Ibrahim, os professores João Felício (ex-presidente da CUT) e Oswaldo Barros e o bancário Dirceu Travesso. Placas em agradecimento a sua dedicação à luta dos trabalhadores e ao fortalecimento do movimento sindical serão entregues a seus familiares.

Ana é viúva do metalúrgico Santo Dias, assassinado pela ditadura militar em 1979, e tem longo trabalho pela emancipação feminina na política. Ela foi uma das líderes do Movimento do Custo de Vida no final dos anos 1970, em São Paulo, campanha popular pela redução do custo de vida das famílias, num período de profunda crise econômica no Brasil.

Sérgio Gomes é um dos fundadores da Oboré Comunicações, em 1978, que contribuiu para que dezenas de entidades sindicais criassem e estruturassem seu sistema de comunicação. Coordenou a produção do livro A Greve na Voz dos Trabalhadores e lançou o movimento pela fundação do Centro de Memória Sindical, em 1980. Foi responsável por dezenas de outros projetos, sempre ligados ao mundo do trabalho, como os livros Guia dos Aflitos da PrevidênciaMorte Lenta no Trabalho e Loucura do Trabalho.

A data e o troféu

O troféu homenageia o sapateiro anarco-sindicalista José Martinez, baleado e morto, há 106 anos, no dia 9 de julho de 1917, por soldados da antiga Força Pública na paralisação em várias empresas em São Paulo, considerada a primeira greve geral do Brasil. O Dia da Luta Operária foi instituído pela lei municipal 16.634/2017, proposta pelo então vereador Donato (PT).

A iniciativa é das centrais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, NCST, Intersindical Central da Classe Trabalhadora, CSP-Conlutas, Pública e Intersindical Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora. Participam da organização do evento o Centro de Memória Sindical, o Instituto Astrojildo Pereira e IIE (Intercâmbio Informações Estudos Pesquisas).

O evento será no Galpão do Armazém do Campo do MST, na alameda Eduardo Prado, 474, Campos Elíseos, em São Paulo, às 9 horas.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]