Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Juros altos, bom pra quem? Economistas explicam efeitos da Selic para o país

A Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) promoveu o seminário digital “Juros altos, bom pra quem?” na quinta-feira (23/02), com a participação de Simone Deos, professora Associada do Instituto de Economia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), e de Gustavo Cavarzan, economista do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

O debate, transmitido pelos canais da Contraf-CUT no YouTube e Facebook, contou com os comentários dos economistas e teve medição da presidenta da entidade, Juvandia Moreira, além da participação de Walcir Previtale e Rafael Zanon, respectivamente, secretários de Assuntos Socioeconômicos e de Formação da entidade.

Com raros períodos de exceção, há décadas o Brasil se mantém como o país com a maior taxa básica de juros (Selic) em todo o mundo, por conta da forma como o regime de metas de inflação, instrumento adotado desde 1999, é desenhado e operacionalizado, com alto grau de influência do setor financeiro nas decisões de política monetária que afetam toda a população.

Assista abaixo o vídeo do seminário “Juros altos, bom pra quem?”:

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

0/100

the Kick-ass Multipurpose WordPress Theme

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]